Como escolher um advogado familiar

Algumas pessoas buscam consultorias jurídicas apenas quando precisam de algum procedimento judicial. Mas escolher o melhor advogado familiar para atuar em uma causa vai muito além disso. Por meio da consultoria, é possível buscar o esclarecimento de dúvidas, fazer realizações de análises de documentos, procedimentos extrajudiciais, realizar cálculos e planejamentos.

O Direito de família é a área do Direito que promove a justiça familiar. Neste caso, um advogado familiar tem papel essencial de ajudar a solucionar diversas questões relacionadas ao âmbito das relações familiares.

É bem provável que, em algum momento de nossas vidas, iremos

precisar de aconselhamentos jurídicos sobre questões familiares. E o momento da

escolha de um profissional especializado é extremamente importante, afinal são

assuntos muito pessoais que serão tratados. Casamentos, guarda dos filhos,

divórcio, pensão alimentícia, heranças e outros assuntos semelhantes ocorrem através dos serviços de um advogado familiar.

O que faz um advogado de família?

A primeira função de um advogado de família é a atuação judicial, onde há participação do juiz de direito em processos. O profissional atua em processos litigiosos de família, onde sua função é defender os interesses do seu cliente diante o Juiz, além de cuidar de ações consensuais em que há menos de idade e incapazes envolvidos. Esses processos são regidos através do Código de Processo Civil que determina o funcionamento dos processos judiciais.

Este processo se dá início quando o advogado de família recebe uma procuração, onde a partir dali passa a representar o cliente no processo. Após este processo, o profissional irá elaborar petições, apresentar as provas, cumprir os prazos, ir até o gabinete do juiz para conversar sobre as petições ou até mesmo sobre algum assunto do processo, participar das audiências, além de recorrer aos tribunais quando preciso.

Este processo pode se tratar sobre casamento, guarda dos filhos, divórcio, pensão alimentícia, heranças e outros assuntos semelhantes.

Ações mais realizadas no Direito de Família

As questões mais comuns que um advogado familiar pode lidar são:

1.  Divórcio;

2.  Pensão alimentícia;

3.  Guarda de filhos;

4.  Regime de visitação;

5.  Partilha de bens;

6.  União estável;

7.  Acordos pré-nupciais;

8.  Inventário;

9.  Testamento;

10. Doação de bens;

11. Adoção

12. Investigação de paternidade;

Podem haver duas formas de o advogado de família trabalhar nos

casos acima:

·  

  •  Casos litigiosos: Onde ocorrem disputas entre as partes e que chegam

ao Poder Judiciário;

·       

  • Acordos: Casos em que as partes optam pelo acordo, sem a

necessidade de abrir um processo judicial. Assim, o advogado de família representará um mediador.

Atuações do advogado de família

O papel do advogado de família vai além da aplicação da lei e o acesso à justiça. No direito de família, o profissional precisa passar tranquilidade e conforto para os consulentes. Então, sua atuação é dividida em:

– Consultiva: Se refere a planejamentos sucessórios, elaboração de contratos/testamentos e opiniões legais sobre posturas juridicamente corretas;

– Conciliadora: Evitar um litígio judicial, entregando ao órgão jurisdicional ou extrajudicial competente o acordo feito pelas partes para ser homologado;

– Contenciosa: A única solução para o caso acontece através de uma ação judicial;

Como saber se estou contratando o advogado certo?

Busque o profissional pelo site do escritório onde trabalha, veja se ele traz informações da especialidade do profissional, procure o conteúdo jurídico sobre a área que você precisa, pesquise as redes sociais do advogado para disseminar seu conteúdo de interesse do público e pegue referências com antigos clientes do profissional.

Entender esses pontos é fundamental para uma boa contratação, com a certeza que desfrutará de todos os benefícios em contratar um advogado!

Como escolher um bom advogado de família?

Além de dominar sobre legislação, o advogado de família também precisa

ir além dos conhecimentos jurídicos. Em todas as situações mencionadas acima, o profissional precisa ter sensibilidade e empatia, pois estes casos envolvem sentimentos e se referem a momentos importantes da vida de seu cliente!

Casos que não são resolvidos com sucesso, porém geram consequências muito sérias e

com efeitos adversos para toda a família. Então, o profissional precisa encontrar uma solução que leve em conta a lei e os sentimentos de todos os envolvidos, tendo como prioridade a mediação, zelo, sensibilidade e cautela.

Além disso, opte por um advogado especializado em direito de família, experiente na área, honesto, empático e com boas recomendações.

About DoeMarina Blog

a DoeMarina Blog traz para você os melhores conteúdos da internet. Seja bem-vindo e desfrute de pautas especialmente separadas para você. Portal de conteúdos atualizado diariamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × dois =